Dismetria – Você tem uma perna mais curta que a outra?

dismetria

Dismetria – Você tem uma perna mais curta que a outra?

 

Dismetria no comprimento ou discrepância é uma condição em que o comprimento de uma perna é diferente da outra (mais curto ou mais longo) por causa de um ou ambos serem alterados funcionalmente (músculo / postura) ou estruturalmente (osso / cartilagem) .

A alteração do comprimento da perna de forma funcional ocorre quando as pernas são as mesmas, mas devido a uma outra condição, tal como a inclinação da pelve ou piriforme, isquiostibiais encurtados cria a aparência de uma perna mais comprida ou mais curta do que a outra. A desigualdade do comprimento da perna estrutural é a que significa que há uma diferença verdadeira.

Dismetria- Você tem uma perna mais curta que a outra?

Causas

Neuromuscular

Desequilíbrio muscular causando tração diferente na pelve gerada pelo encurtamento especialmente do piriforme (que leva a uma rotação externa do fêmur encurtando assim da perna) e isquiotibiais EX: Algumas doenças como Polio, Paralisia cerebral.

Deformidades osseas

Genu recurvatum, valgo, varo, Arcos costais e vertebras assimétricos , escoliose

Trauma e pós operatório

Fratura dos ossos da perna ou lesão da Placa epifisária, pós operatório de algumas próteses como quadril e joelho

Idiopática/ genética

Transtorno dos quadris (taiscomo Legg-Perthes-Calve ‘ou epifisiólise femoral).

Alterações degenerativas avançadas

Artrose ou doenças que levam ao desgaste articular ( ex artrite)

Sinais e sintomas

  • O paciente / atleta podem se apresentar com uma alteração da marcha (tais como claudicação , “mancar);
  • Pode ocorrer desvio postural da coluna para compensar e dor lombar;
  • Dor na perna mais curta devido ao aumento do impacto;
  • Dores nas articulações devido a sobrecarga como dor no joelho, síndrome do trato íleo tibial, pronação do pé compensatória e fascite plantar;
  • Diferença de força nos membros inferiores;
  • Pode também ocorrer aumento ou degeneração do disco vertebral.

Os sintomas variam entre os pacientes, dependendo do esforço físico e sobrecarga que o mesmo faz nas pernas.

Diagnóstico

No exame físico, o médico vai avaliar se a dismetria é funcional medindo pontos osseos fixos e fazer o diagnostico diferencial com a discrepância estrutural através de exames por imagem

Tratamento

O Tratamento de desigualdade no comprimento das pernas envolve muitas abordagens diferentes, que variam entre ser funcional ou estruturalou até mesmo a combinação de ambas.

Pode ser iniciado fisioterapia:

  • Liberação miofascial (massagem);
  • Alongamento dos músculos encurtados;
  • Manipulação ou mobilização da coluna vertebral, sacro-ilíaca , quadril, joelho e pé.

Órteses: Sapatos com elevação podem ser usados para tratar discrepâncias de dois a seis cm (geralmente até 1 cm podem ser inseridos no sapato palmilhas. Para maiores desigualdades no comprimento da perna, o sapato deve ser construído sob medida e personalizado.

Cirurgia: O médico poderá fazer a ressecção óssea ou epifisiodese em casos de alterações do crescimento ou usar uma das técnicas para alongamento ósseo.

Dismetria- Você tem uma perna mais curta que a outra?

Artigo originalmente publicado em: Clinica Life.

30 Comentários
  • Lucas Henrique Schneider
    Postado em 15:32h, 11 novembro Responder

    Ola, tenho um encurtamento de um centimetro na perna direita a 9 anos. Isso significa que tenho alguma escoliose?

    • Ana Paula Simões
      Postado em 10:43h, 13 novembro Responder

      Oi Lucas,

      Para te responder preciso te examinar. Por favor, agende uma consulta! Veja os telefones e endereços aqui no site. Abraço!

  • Carlos Cézar Barros Cavalcante
    Postado em 00:47h, 11 novembro Responder

    Dra. Ana Paula, boa noite!

    Tenho 47 anos e a perna direita menor 0,9 cm que a esquerda. Descobri o problema em 2016! Consultei 2 ortopedistas e ambos disseram que devo usar palmilhas para o resto da vida…nada disseram sobre outras formas de tratamento! É isso mesmo? Gosto muito de praticar atividade física (cooper, futebol, vôlei…), mas estou sentindo muitas dores na base da cintura, do lado direito, desde que passei a usar as palminhas. Tem alguma sugestão? Antecipo meu muito obrigado pela atenção.

    • Ana Paula Simões
      Postado em 10:45h, 13 novembro Responder

      Olá Sr. Carlos, tudo bem?

      Para te responder essa pergunta preciso te examinar. Por favor, agende uma consulta! Veja os telefones e endereços aqui no site. Abraço!

  • Simone Camargo
    Postado em 14:31h, 06 outubro Responder

    Bom dia Dra Ana Paula ! Meu nome é Simone Camargo, tenho 44 anos, moro em Jundiaí. Fui diagnosticada com exame de rx de coluna e quadril com:
    Alteração degenerativa da cabeça do fêmur a direita , discreta retificação curvatura fisiológica da coluna e osteofitos marginais
    Aguardo para realizar tomografia como sugere o laudo do médico. Fiz também ressonância do joelho esquerdo, onde foi detectado: leve bascula lateral da patela, com o joelho em extensão. Condropatia patelar caracterizada por alteração do sinal habitual da faceta medial, sem fissura. Fissura oblíqua do corno posterior e transição com o corpo do menisco medial, que se estende para superfície articular inferior amputação regular da margem luvre do corpo . Discreto derrame intra-auricular . Fina lamina de líquido na bolsa do gastrocnêmio medial / semimembranoso edema da gordura infrapatelar lateral denotando hipersolicitacao do mecanismo extensor. Sinais de peritendinite da pata anserina. Algum tempo atrás uma fisioterapeuta me disse que eu teria uma pequena diferença, nos membros inferiores e recomendou que fizesse uma escanometria óssea. Infelizmente acabei não fazendo. Esse quadro todo pode ter sido desencadeado por uma diferença dos membros inferiores??? Quando criança fiz uso de botas ortopédicas alguma relação com os problemas citados??? Qual o tratamento mais indicado para meu caso??? Muito obrigada pela sua atenção. Aguardo ansiosa pelo seu retorno. Um gde abraço e um ótimo dia

    • Ana Paula Simões
      Postado em 17:35h, 08 outubro Responder

      Oi Simone,
      Terei o maior prazer em te responder tudo isso na consulta (pela internet é impossível, sem te examinar). Tem várias coisas a serem feitas, mas cada paciente é um ser único e além de tocar em você preciso também ver exames de imagem na maioria das vezes.

      No meu site tem os endereços e telefones. Só ligar e agendar escolhendo por localização e horário do seu maior conforto.

      Abraço!

  • rita
    Postado em 01:59h, 16 setembro Responder

    Boa noite;
    Fui indicada a realizar esse exame,e nele constatou uma diferença de perna direita p esquerda de 8mm.
    Qual sua orientação?

    • Ana Paula Simões
      Postado em 23:08h, 19 setembro Responder

      Oi Rita,

      Agende a consulta para que eu possa te examinar e dar meu parecer. Pela internet é impossível. Espero que entenda!

  • Saulo
    Postado em 12:10h, 26 maio Responder

    Bom dia, obrigado pela resposta. como moro em Boa Vista RR, queria saber pelo menos se a indicação for cirúrgica eu conseguiria pele SUS, pois o deslocamento meu daqui para São Paulo é muito difícil, mas valeria a pena caso eu pudesse tentar pelo SUS a cirurgia. Obrigado

    • Ana Paula Simões
      Postado em 11:57h, 30 maio Responder

      Você tem que procurar o SUS da sua região para ter essa resposta! Boa sorte!

  • Saulo
    Postado em 02:01h, 24 maio Responder

    Boa noite, tenho 33 anos e fiz o exame que constatou 3,4cm de diferença de uma perna para outra. Pelo que percebi os ortopedistas evitam falar em cirurgia, só falam em mandar fazer sapatos. Moro muito longe de São Paulo e gostaria de saber o seguinte: O SUS cobriria essa cirurgia? Sou muito preocupado com meu futuro em relação a problemas na coluna, penso em ir a São Paulo e pesquisando encontrei o seu site, mas só posso ir atrás se tiver o mínimo de esperança de resolver o meu problema, pois tem que ser muito bem planejado no meu caso, sinceramente acho até pior usar palmilhas, pois hora estou usando hora estou descalço acho isso pior. Obrigado

    • Ana Paula Simões
      Postado em 11:43h, 26 maio Responder

      Olá Saulo, tudo bem?
      Não consigo te responder essa pergunta sem primeiro te examinar. Por favor, veja os telefones aqui no site e agende uma consulta para conversarmos sobre isso. Ok? Abraço.

  • Lorrani
    Postado em 23:56h, 20 maio Responder

    Olá, tenho dismetria, já fui ao médico ele examinou mas disse que estava tudo bem não dava pra ver muito, comecei a fazer academia está aumentando a diferença, será que é a academia? Devo parar?

    • Ana Paula Simões
      Postado em 10:29h, 22 maio Responder

      Olá Lorrani, tudo bem?
      Não consigo te responder essa pergunta sem primeiro te examinar. Por favor, veja os telefones aqui no site e agende uma consulta para conversarmos sobre isso. Ok? Abraço.

  • ivonete
    Postado em 14:34h, 10 março Responder

    meu filho tem 11 anos tem 1,26 cm de diferenca na perna. me foi indicado a cirurgia de epifisiodese temporaria no femur e na tibia, ms estou em duvida pois ela cessa o crescimento da perna maior e minha duvida é a musculatura e os nervos nao vao continuar crescendo e causando outro problema? um abraço obrigada

    • Ana Paula Simões
      Postado em 10:45h, 15 março Responder

      Oi Ivonete,
      Fique tranqüila. Essa cirurgia sempre da certo e os nervos, artérias, veias, e demais tecidos continuam crescendo. O parafuso vai bloquear apenas parte do crescimento!

      Qualquer dúvida agende uma consulta comigo que te explico com detalhes. Veja aqui no site os telefones e endereços dos lugares onde atendo.

  • Adriano
    Postado em 23:26h, 09 março Responder

    Ola Dra Ana Paula,

    Sou ciclista amador e tenho sofrido com uma dor que vai do quadril, lado direito e desce para parte anterior da coxa. Fui identificado com uma diferença de 1 cm de diferente entre as pernas direita, a que tenho dor e a esquerda. No laudo ressonância, não existe uma lesão significativa, apenas desgate normal da L5 devido à idade, 44 anos. O raio X da coluna e quadril acusou um ligeiro desnível. Enfim, preciso ficar sem dor e qualidade de vida. O que a senhora me sugere? Grande abraço, obrigado e que Deus abençoe grandemente.

    • Ana Paula Simões
      Postado em 10:48h, 15 março Responder

      Oi Adriano,
      Terei o maior prazer em responder tudo isso na consulta (pela internet é impossível sem te examinar). Tem várias coisas que podem ser feitas. Mas cada paciente é um ser único e além de tocar em você preciso também ver exames de imagem na maioria das vezes. No meu site tem os endereços e telefones. Só ligar e agendar uma consulta escolhendo a localização e horário do seu maior conforto.
      Abraço!

  • Alessandro Reis
    Postado em 01:20h, 17 fevereiro Responder

    Olá Dra. Ana Paula!
    Minha esposa e eu começamos a perceber que depois de uma queda, nosso filho de quase 3 aninhos passou a mancar constantemente, sem lesão física alguma aparente. Mesmo após apalpar toda região desde a pelve até o pezinho, ele não reclama de dor alguma, mas a claudicação constante nos incomoda e uma ligeira diferença de comprimento é perceptível. O que devemos fazer?

    • Ana Paula Simões
      Postado em 13:17h, 20 fevereiro Responder

      Olá Alessandro, Por favor leve com urgência, o mais rápido que conseguir num Ortopedista Pediátrico, o que deveria ter feito no dia da queda. Estou enviando mais informações no seu e-mail.

  • carlos
    Postado em 02:12h, 13 fevereiro Responder

    quebei a perna direita tinha 13 anos hoje estou com 48 anos e sinto uma dorz inha no quadril , uso um calço de couro de 5 cm
    eu mesmo fiz mas quando estou de chinelos fico sem o calço
    e uma dorzinha chat na area da frente
    nao sei o que faço e estou sem grana tem algum exercio
    ou cuidados que posso fazer em casa mesmo

    • Ana Paula Simões
      Postado em 11:56h, 14 fevereiro Responder

      Oi Carlos,
      Tem coisas que você pode fazer sim para ajudar! Veja no rodapé do site os meus telefones para agendar a consulta que eu explico pessoalmente.

  • MARIANA
    Postado em 19:45h, 28 dezembro Responder

    EU FIZ AQUELE RAIO X , Panorâmico..
    FAZ UM ANO…
    E DEU 3 MILÍMETROS DE DIFERENÇA…
    FAÇO MUSCULAÇÃO ,E USO PALMILHA , MAS O DESCONFORTO É MUITO GRANDE , MUITA DOR NAS COSTAS , NAS PERNAS E ALÉM DE ME INCOMODAR ESTETICAMENTE , O QUE FAZER ??

    • Ana Paula Simões
      Postado em 11:08h, 29 dezembro Responder

      Oi Mariana,
      Terei o maior prazer em te responder tudo isso na consulta (pela internet é impossível sem te examinar).
      Tem várias coisas a serem feitas sim, mas cada paciente é um ser único e além de tocar em você preciso também ver exames de imagem na maioria das vezes. No meu site tem os endereços e telefones. Só ligar e agendar uma consulta escolhendo a localização e horário para o seu maior conforto.

      Abraço!

  • MARIANA
    Postado em 19:53h, 27 dezembro Responder

    TENHO UM PERNA MAIS CURTA QUE A OUTRA , 3 MM
    FAÇO MUSCULAÇÃO ,E USO PALMILHA , MAS O DESCONFORTO É MUITO GRANDE , MUITA DOR NAS COSTAS , NAS PERNAS E ALÉM DE ME INCOMODAR ESTETICAMENTE , O QUE FAZER ??

    • Ana Paula Simões
      Postado em 10:55h, 28 dezembro Responder

      Olá Mariana, respondi diretamente no seu e-mail.

  • Thais
    Postado em 22:24h, 26 dezembro Responder

    Gostaria de saber se tem cura ? Se somente o raio x mostra ?

    • Ana Paula Simões
      Postado em 11:49h, 27 dezembro Responder

      Oi Thais, dependendo da dismetria, tem cura sim. Além do Raio X existem outros métodos de medir!
      Beijos e se tiver mais dúvidas veja abaixo os telefones para agendar uma consulta!

  • Almir de Souza leão Fonseca
    Postado em 22:36h, 05 outubro Responder

    Boa noite
    Gostaria de saber qual o grau de deficiência de pessoas com perna mais curta que a outra
    E como é feito o exame

    • Ana Paula Simões
      Postado em 18:50h, 26 outubro Responder

      Olá Almir, obrigada pela mensagem! Respondi sua pergunta diretamente no seu e-mail.

Poste um Comentário