Dor na planta do pé? Se liga! Pode ser fasceíte plantar. Ortopedista explica

Fascite Plantar

Dor na planta do pé? Se liga! Pode ser fasceíte plantar. Ortopedista explica

Corredor, está sentindo dor na planta do pé e não sabe o que é? Fique atento! Pode ser fasceíte plantar. A lesão na fáscia (veja no infográfico abaixo) aparece porque o pé tem uma curva natural e precisa se acomodar ao solo, que é reto, tensionando e sobrecarregando as estruturas.

De acordo com a assistente do Grupo de Traumatologia do Esporte da Santa Casa de São Paulo, a ortopedista Ana Paula Simões, a fáscia plantar é uma aponeurose (tecido que recobre a musculatura da planta do pé) que se estende do calcâneo, osso que forma o calcanhar, aos dedos. Ela ajuda a manter o arco longitudinal do pé.

– A corrida e caminhada aumentam a força exercida sobre o pé, ainda mais quando a sobrecarga ultrapassa a capacidade do pé de absorver o trauma. A fraqueza dos músculos, para absorver esse impacto, influencia. Também não podemos esquecer das alterações na formação do arco dos pés, pisada errada, encurtamento do tendão de Aquiles e da musculatura posterior da perna – explicou Ana Paula.

Ismael Neto, que corre desde 2009, passou a sentir dor na planta do pé esquerdo após um treino de 18km, no final de semana depois da Volta Internacional da Pampulha, realizada no dia 4 de dezembro de 2011.

– Fui ao médico nesta semana e ele me disse que estou com fasceíte plantar. Há três semanas que a dor me impede de treinar direito, por isso procurei um especialista. Tive que segurar a onda para correr a São Silvestre, mas, juntando o Ano Novo com a corrida, nem consegui pôr o pé no chão depois – disse Ismael.

Prevenção: Fasceíte plantar

  • Correr em terrenos macios;
  • Fortalecimento muscular;
  • Alongar sempre antes e depois de correr;
  • Perda de peso excessivo;
  • Palmilhas com acolchoamento do calcanhar para minimizar o estiramento da fáscia e reduzir a absorção do impacto.

Tratamento: Fasceíte plantar

Inicialmente, a forma de se tratar a lesão é sempre conservadora, sendo feita com antiinflamatórios e analgésicos. Também é importante fisioterapia com exercícios para alongamento da fáscia plantar e do tendão de Aquiles (tendão da perna posterior).

– Essa lesão é muito comum. Além da fisioterapia e dos medicamentos, é fundamental suspender as atividades de corrida ou longas caminhadas. Assim como para a prevenção, as palmilhas também são utilizadas para o tratamento – informou a ortopedista.

Como Ismael não quer ficar de fora das competições, está seguindo os conselhos do especialista e passou a se cuidar melhor.

– Estou me tratando com antiinflamatório e com muita paz. Com muita tranquilidade, faço alongamento na fáscea dos pés. Agora que estou mais tranquilo e sei que não é uma fratura por estresse, posso continuar a minha caminhada – concluiu Ismael.

Fáscia PlantarFigura 1: Dores no joelho (Foto: Getty Images).

Figura 1: Fáscia Plantar.

Figura 2: Ismael procurou um especialista após sentir dor na sola do pé esquerdo (Foto: Arquivo Pessoal).

Figura 2: Ismael no treino.

Artigo originalmente publicado em: Globo Esporte.

Não há comentários

Poste um Comentário