Entenda como a pisada pode interferir na sua corrida

Tipo de pisada

Entenda como a pisada pode interferir na sua corrida

A pisada pode ser mais importante para o corredor do que parece. Quem nunca reparou que o tênis estava mais desgastado em uma região específica? Este simples fato pode ser a resposta para suas dores no joelho e na coluna.

O modo como cada atleta pisa é determinado pelas características genéticas do corpo. Entre eles, o tipo do pé, hoje eles são divididos em três categorias. O pé normal, é o mais comum, ele consegue equilibrar o peso do corpo da forma correta. Corredores com o pé cavo têm um arco acentuado e curvado, fazendo com quem a planta do pé quase não toque o chão. Por fim, o pé plano, o popular “pé chato”, que toca o chão por inteiro por ter um formato reto.

Não são só os pés capazes de influenciar a pisada. Diversas partes do corpo resultam nestes simples ato de tocar os pés no chão. Os joelhos se dividem em dois grupos: o joelho varo, que promove a projeção das articulações para fora e o joelho valgo, que são as conhecidas pernas pra dentro.

O quadril também é agente direto neste fator. O ângulo formado por ele, junto à flexibilidade destas articulações são responsáveis para que cada pessoa tenha um tipo de pisada.

Hoje, os tipos de pisada são divididos em: pronada, supinada e normal. Porém, a ortopedista Ana Paula Simões alerta: “existem vários tipos de pisada. Embora muita gente alegue que só existam três tipos, todos eles possuem variações. Assim como um óculos possui vários graus, as pisadas também, isso ocasiona diversos problemas, pois os tênis muitas vezes não corrigem as pisadas como deveriam”.

Entenda as pisadas

Pronada – Se caracteriza por uma rotação interna excessiva do pé e tornozelo, fazendo com que a tensão seja posta na estrutura do pé, desalinhando tornozelo, joelhos e quadris. Além disso, a pronação é responsável pelo desperdício de energia.

Supinada – É o oposto da pronação, o pé rola para o lado de fora. Deixando assim o peso do corpo na parte de “fora” do pé, o que pode causar lesões nos joelhos, pés e costas.

Neutra – Este tipo de pisada é o mais próximo do ideal, pois equilibra a pronação e a supinação.

Algum tipo de pisada é mais propenso a lesões?

O médico do esporte José Marques Neto responde: “não, nenhum tipo é mais propenso que o outro. O que acontece é quando os casos são muitos extremos, seja a pisada muito supinada ou muito pronada, o corredor deve ficar atento, pois estará sujeito a sofrer mais lesões”.

Como saber meu tipo de pisada?

“Não é uma tarefa fácil fazer esta avaliação. Na internet é possível achar alguns testes como pisar no jornal marcando o contorno, porém os resultados vão divergir muito. A melhor forma de descobrir seria fazer uma avaliação biomecânica em um laboratório especializado”, explica o médico.

Não há comentários

Poste um Comentário