Entrevista da Dra. Ana Paula Simões para o Kickstory

Vivendo o esporte na vida profissional e pessoal, a Dra. Ana Paula Simões vivencia essa realidade desde criança, o que a levou a seguir o caminho da Ortopedia. Ela é corredora, e no momento está se preparando para correr a sua primeira maratona. De acordo com ela, o tênis é uma ferramenta imprescindível para manter seu estilo de vida saudável, e principalmente, para que ela possa continuar fazendo aquilo que mais ama, que é correr.

Com o passar do tempo, todo o seu trabalho duro e dedicação serviram de mola propulsora para abrir a sua própria clínica e se tornar a presidente da Sociedade de Medicina do Esporte do Estado de São Paulo. Desde a infância, a Dra. Ana Paula se envolveu com diversos esportes e aprendeu os benefícios que a prática de atividades pode trazer para a saúde e o bem estar de uma pessoa.

 

Entrevista com a Dra. Ana Paula Simões

Mais do que um acessório, o tênis é um recurso de performance e faz parte do estilo de vida. De acordo com a médica, o papel do tênis pode ser resumido em duas palavras: saúde e esporte. Ele é a ferramenta capaz de conferir habilidades e poderes para o atleta com a ajuda da tecnologia, fazendo a maravilha do esporte acontecer. E o seu escolhido foi o Olympikus Pride 2.

Como começou a sua jornada no esporte?

Filha de pai jornalista, Dra. Ana Paula foi introduzida ao esporte ainda criança, como uma forma de fugir das maldades crescentes da nossa sociedade. Com isso, além de estudar na parte da manhã, Ana Paula treinava natação todos os dias, enfrentando dificuldades constantemente. Conforme o treino avançava, deixou de ser uma obrigação e se tornou uma paixão.

Não demorou muito para que ela começasse a participar de campeonatos nacionais e sul-americanos, mas por algum motivo não foi possível avançar na natação. Mesmo assim, a Dra. Ana Paula já pensava em seguir uma profissão na área do esporte. O judô também foi um dos seus esportes, mas após ganhar um campeonato paulista, ela decidiu seguir outro caminho.

Ao passar em medicina, aconteceu o seu reencontro com o esporte. Abandonando as convenções, era a única aluna a ir para as aulas de roupa esportiva e tênis de corrida, como fez durante toda a vida. Durante o curso participou da atlética e praticou todos os esportes, e manteve seu estilo de vida saudável enquanto fazia o que mais amava: a medicina.

 

Entrevista com a Dra. Ana Paula Simões

Optando pela ortopedia, conheceu a ortopedia esportiva e se especializou em cirurgia de pé e tornozelo. Por precisar ajudar a sua família, Ana Paula se dedicou ao máximo em seus estudos e no trabalho, o que, por um período de tempo, a afastou dos esportes.

Durante essa empreitada, se tornou médica da seleção brasileira de futebol feminino, acompanhando a equipe ao redor do mundo. Porém, essa rotina impedia que mantivesse a sua relação com o esporte, além de impactar a sua saúde (por conta do ganho de peso) e a sua vida pessoal, uma vez que qualquer tipo de relacionamento era praticamente impossível. E foi no meio desse turbilhão que ela conheceu seu marido, que também foi seu paciente.

Sua relação com a corrida começou após o nascimento do seu primeiro filho em 2014, quando ela teve dificuldades para perder peso. Como a natação não funcionou, ela começou a testar a corrida, e foi aí que ela se reencontrou no esporte. Com o seu desenvolvimento, começou a participar de corridas de rua, ganhar pódios e atingir o peso ideal. Mais do que um caminho, ela encontrou o seu bem estar.

Por que se dedicar às redes sociais?

Através do seu Instagram, a Dra. Ana Paula dá diversas dicas de prevenção de lesões e sobre os tratamentos aplicados. Dessa forma, ela consegue educar o seu público com descontração e levar o conhecimento a um número cada vez maior de pessoas.

Ela também mostra como a sua rotina é leve ser extrema, e mesmo assim, saudável. Isso ajuda muito as pessoas a aprenderem a reduzir as cobranças pessoais e levarem a vida mais leve.

A sua relação com o tênis

A prática de atividade física é simples, mas precisa de recursos para que seja realizada com conforto e segurança, como é o caso do tênis. Por ter vindo de uma infância simples, a Dra. Ana Paula não teve acesso aos tênis caros e importados, utilizando as marcas nacionais. Com o seu Olympikus ela treinava, ia para a escola, praticava seus esportes, mas por deslocamento. O tênis de corrida se tornou seu companheiro diário.

Hoje ela utiliza o Olympikus Pride 2, e só tem elogios. Com a sua tecnologia diferenciada, ele garante um grande diferencial quanto ao desempenho na corrida. A sua relação com esse tênis vai muito além da praticidade: dada a sua jornada, e o papel que a marca teve na construção da sua vida e da sua carreira. Ana Paula é mãe, atleta, possui sua própria clínica, representa as mulheres em uma área dominada por homens. Ela é uma referência.

 

Entrevista com a Dra. Ana Paula Simões

O tênis para os treinos e para a maratona é o mesmo?

Durante os ternos, a Dra. Ana Paula prefere utilizar os tênis de corrida mais “gastos”, que estão mais modelados e acostumados com o seu ritmo. Quando o assunto é prova, ela prefere tênis mais tecnológicos, como o Corre Grafeno, que conta com uma placa de grafeno. Para as provas mais longas, ela prefere um tênis com um drop mais alto para absorver o impacto por mais tempo.

Para essa primeira maratona, seu plano é utilizar um tênis mais tecnológico, de preferência com uma placa. Mas até novembro ainda tem muito tempo!

Dra. Ana Paula Simões
Médica do esporte, ortopedista e traumatologista, professora instrutora e mestre pela Santa Casa de São Paulo, especialista em medicina esportiva e cirurgiã do tornozelo e pé.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

× Entre em contato!