6 dicas para encontrar motivação para malhar durante a pandemia

motivação para malhar durante a pandemia

6 dicas para encontrar motivação para malhar durante a pandemia

Como encontrar motivação para malhar durante a pandemia? Veja aqui seis dicas da Dra. Ana Paula Simões que vão te ajudar a não cair na armadilha do sedentarismo!

Em meio à quarentena mundial da pandemia de Covid-19, muitas pessoas se tornaram mais próximas da atividade física do que normalmente. Outras, por outro lado, perderam o ritmo. Por isso, resolvi escrever algumas dicas sobre como encontrar motivação para malhar e rotinas de exercícios nesta situação especial.

1° Reflita

A primeira coisa a dizer é que a Organização Mundial da Saúde recomenda a prática do esporte por dois motivos principais: saúde física e mental. Ou seja, uma delas é evitar a atrofia dos músculos, que por sua vez tem o efeito positivo de queimar energia para prevenir possíveis doenças.

A reflexão sobre o assunto talvez seja a oportunidade para muitos darem maior importância à atividade física em suas vidas. Vamos fazer exercício!

2° Esteja em movimento

O movimento é essencial para o ser humano porque o fazemos todos os dias para ir ao trabalho, levar as crianças à escola, ir à universidade ou fazer qualquer tipo de serviço. Não somos estáticos. Portanto, em quarentena, não podemos interromper abruptamente nossos movimentos diários, estaríamos cometendo um erro.

Caminhar é o primeiro passo. Depende de onde você mora, porque se for em casa você pode passear até no jardim, mas se for em um apartamento a questão é mais limitada, pois a única opção é caminhar pelo quarto. Isso também pode ser feito em corredores, escadas ou áreas comuns de prédios e condomínios. Dessa forma, você evita dormência.

Estamos numa fase de flexibilização, portanto você tem também autorização pelos órgãos públicos nacionais de fazer atividade física diária, externa, desde que use máscara e mantenha o distanciamento.

3° Busque ajuda

Se você não sabe quais rotinas de treinamento seguir ou precisa de um guia ou treinador, sugerimos que busque aulas on-line ou use as plataformas on-line. Muitos profissionais da área esportiva estão oferecendo aulas gratuitas de todas as modalidades, numa grande rede de apoio, e você pode procurar informações nas redes sociais de marcas desportivas ou de academias reconhecidas no seu setor.

4° Seja criativo

Não ter roupas ou artigos de prática esportiva não deve ser um impedimento. Sirva-se do que você tem em mãos, como toalhas, garrafas ou pesos improvisados, uma cama em vez de um tapete e calças de lycra, se você não tiver elástico. Use o recurso que estiver à mão, mas faça! Não deixe as desculpas vencerem. Improvise com o que tem.

5° Progrida a cada dia

Tente não tornar os exercícios complicados, especialmente se você não os faz normalmente. Flexões, agachamentos, corridas ou barras são opções muito simples e eficazes.

Mesmo que tenha motivação para malhar e não se sinta tentado pelos exercícios, planeje e realize atividades em casa, como arrumar e limpar armários e quartos, varrer, lavar pratos. Lave e passe a roupa. Há muito o que fazer para queimar calorias.

Ontem uma paciente minha me escreveu para contar que, após o tratamento que fizemos, voltou a faxinar a casa, o que não estava mais conseguindo antes por causa das dores. E eu respondi: “que sensacional! Agora, além de se movimentar, quero que você se fortaleça!”

6° Crie e mantenha uma rotina

Crie o hábito de fazer ginástica. Marque dias e horário semanalmente para fazer. Não procrastine. Recomenda-se realizar de dez a 12 repetições por exercício em no mínimo quatro séries para desenvolver uma rotina completa de 20 minutos, em tempo aproximado. O ideal são 30 minutos diários, no mínimo, revezando as séries para trabalhar musculaturas diferentes.

Me siga no Instagram: @draanapsimoes

Veja também: Como evitar lesões esportivas em atletas amadores?

 

Não há comentários

Poste um Comentário