Dores articulares: O que são? Por que acontecem?

Dores articulares: O que são? Por que acontecem?

Dores articulares podem ser crônicas ou agudas, inflamatórias ou mecânicas, condição secundária de alguma doença. Entenda o que são e por que elas acontecem!


As dores articulares atingem pessoas de todas as idades e gêneros e podem ter uma série de motivos.


Para Ana Paula Simões, mestre em medicina, ortopedia e traumatologia, a condição é comum e atinge milhões de pessoas.


Além do desconforto, pode causar impotência funcional e dificuldade de locomoção.


Caracterizadas por dores nas terminações entre um osso e outro, as chamadas juntas e dobradiças do corpo podem ser sinais de inflamações ou de traumas e desgaste.


As dores nas articulações costumam envolver a cartilagem, o revestimento articular,o ligamento e os ossos.


Elas são classificadas entre agudas e crônicas e entre inflamatórias ou atraumáticas e mecânicas ou traumáticas.


Cada uma delas se manifesta de uma forma, e as causas são variadas, podendo ser desde consequência de uma gripe a uma lesão ocasionada por torção, queda ou contusão.


As dores agudas são aquelas que têm até seis semanas de duração. Elas se tornam crônicas a partir do momento em que ultrapassam esse período — e, uma vez crônica, pode ser necessária uma terapia paliativa para aliviá-la antes que se inicie o tratamento para a doença ou o trauma que a causou.


Ana Paula afirma, ainda, que algumas mudanças de hábitos podem ser aliados contra lesões articulares.


Entre elas, ajustar os móveis de maneira ergonômica, apoiar o pescoço e as costas quando estiver sentado, evitar movimentos repetidos da articulação, recorrer a fisioterapia ou terapia ocasional preventivas e a exercícios físicos.


Baixe o PDF e leia o artigo completo.


Me segue lá no Instagram: @draanapsimoes

Dra. Ana Paula Simões
Médica do esporte, ortopedista e traumatologista, professora instrutora e mestre pela Santa Casa de São Paulo, especialista em medicina esportiva e cirurgiã do tornozelo e pé.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Entre em contato!